sábado, 26 de novembro de 2011

2º Aniversário

Olá pessoas queridas que leem meu blog, hoje o assunto é o 2 aniversário do Lukinhas:Bom, toda mãe quer dar uma big festa todos os anos para seu filho,o primeiro aninho do Lucas eu fiz uma festa bem legal mas neste segundo aniver vou fazer bem simples e em casa,o Lucas ainda não caminha não engatinha e quero fazer uma big festa quando tudo isso acontecer pois eu creio muito no seu desenvolvimento e principalmente de Deus,não digo que não acredito que com 2 aninhos ele não vá fazer isso mas sei que tudo é muito lento e não da para correr com a ansiedade.
Semana passada o Lucas falou PAPAI bem certinho eu quase desmaiei haha e o Felipe ficou todo emocionado, e quando ouviu ele falar quase chorou haha o Lucas é puxa saco do Pai não adianta hehehe mamãe ele nao fala certinho as vezes sai um mãaaa hehe e ultimamente ele ta ficando super espertinho as vezes pego ele na cama resmungando algumas palavrinhas como estivesse conversando com alguem coisa  mais fofa .E a graça agora é eu soluçar que ele dá gargalhadas vou baixar no pc e colocar no youtube quem sabe ele fica famoso hehehe.
Voltando aos 2 aninhos quero fazer do toy story vou procurar a roupinha do woody para ele quero fazer bem simples mas bonito e com direito a muitas fotos!Por isso coloquei o papel de parede do blog do toy hehe
Aniver do Lucas no 1 aninho vendo os presentes!
Nesta sexta feira fizemos a ressonancia do Lucas no Hospital Mãe de Deus deu tudo certo ele dormiu bem calminho e não sentiu dor da anestesia (agulha),quando acordou na sala de recuperação pediatrica ficou choroso nauseado mas quando viu os avós dele meus pais e minha sogra já se alegrou abriu os olhos e tomou um pouco de mamá e bolachinhas e fomos embora agora terça eu pego o resultado!Espero um milagre tenha acontecido: Tudo no tempo certo é claro! Um bom findi a todos!!! Até a próxima!

sábado, 19 de novembro de 2011

Niver da Rebecca e noticias

Aii gente essa semana apesar do feriado estou super cansada, o Lucas não teve aacd essa semana e ficamos em casa para descansar no fim me canço mais porque como ele não pode andar no andador fico com ele no colo,cadeirinha e a outra de balanço mas o Lucas é um chiclete não fica mais que 15 minutos kkk.
Domingo passado comemoramos 3 aninhos da minha afilhada Rebecca ate parece que foi ontem que ela nasceu lembro com detalhes o dia que ela nasceu.
Noticias sobre o Lucas: ele esta bem,muito esperto que ate já descobriu uma tática para não tomar remédio hehe cada vez que dou ele engole ar e começa se afogar e vomitar, me deixa nervosa  porque ele se afoga muito forte,bom agora tenho que aprender a lidar com isso!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Casamento da Dinda

Ontem foi o casamento civil da minha Prima Suellen e Miro,fomos comemorar no restaurante foi ótimo o Lucas um chiclete com a dinda dele!Queria desejar aos recem casados muitas bençãos sobre a familia de vocês e a vinda da Sarah venha com muita sáude e paz! Amamos vcs!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

O que é PC Leia já!

Este texto foi tirado do Blog www.ogatoderodas.blogspot.com encontrei este blog e me indentifiquei com as palavras da mãe do Lucas .


Leia o que ela escreveu e tambem um resumão explicando sobre a Paralisia Cerebral, o filho dela também se chama Lucas.

Paralisia Cerebral



Muitas pessoas se aproximam do Lucas para conhecê-lo e saber o que ele tem. Quando respondo que ele teve paralisia cerebral é nítida a mudança na expressão do rosto de algumas dessas pessoas. Aquele rosto curioso e simpático dá lugar a outro espantado e sem graça. Pra quem não tem conhecimento sobre deficiências o termo é mesmo assustador.

Pra começar a esclarecer o assunto é importante dizer que a paralisia cerebral não é uma doença, e sim uma condição especial (deficiência) que, uma vez estabelecida, não progride.

Clinicamente falando, a paralisia cerebral é um distúrbio de movimento e postura causado por um dano ao cérebro na infância. Quando um adulto sofre algum dano ao cérebro, diz-se que ele teve um derrame cerebral e as consequências são diferentes das ocorrentes na criança com paralisia cerebral, pois um cérebro adulto não cresce mais, enquanto que na criança o cérebro ainda não está completamente desenvolvido.

As causas da paralisia cerebral podem ser:

• pré-natais (antes do nascimento) - pré-eclampsia e eclampsia, má formação do cérebro, diabetes, infecções, anemia grave;

• peri-natais (durante o nascimento) - sofrimento fetal, distúrbios circulatórios cerebrais, prematuridade, traumatismos no parto;

• pós-natais (depois do nascimento) - falta de oxigenação, traumatismo craniano, meningite. Há também as de causa desconhecida.



De acordo com o grau da lesão, classifica-se como leve, moderada ou severa. Quanto aos tipos de paralisia cerebral, são basicamente quatro:

• Espástica - movimentação restrita e tônus muscular aumentado que pode atingir um lado do corpo (hemiparesia), membros inferiores (diplegia) ou os quatro membros (quadriplegia);

• Atetósica - tônus muscular instável com trocas bruscas de tônus muscular (hipotonia/ normal/ hipertonia), causando movimentos involuntários e incoordenados que dificultam a movimentação voluntária;

• Atáxica - dificuldade na coordenação dos movimentos, distúrbios de equilíbrio;

• Hipotônica - tônus muscular baixo, falta de controle postural.

As crianças com paralisia cerebral podem apresentar outras de suas funções prejudicadas, tais como distúrbios de aprendizado, deficiência visual (baixa visão, visão subnormal, cegueira e estrabismo), deficiências auditivas, distúrbios da fala e linguagem, epilepsia, dificuldade na alimentação e problemas com a deglutição, dificuldade em controlar a saliva, problemas odontológicos, constipação intestinal, contraturas musculares e problemas ortopédicos. Todos eles podem aparecer isolados ou associados, dependendo do quadro clínico que a criança apresentar.

O tratamento é feito através de atendimento especializado que inclui uma equipe multi-profissional, envolvendo especialidades como pediatria, neuropediatria, ortopedia, fisiatria, fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, pscicopedagogia, oftalmologia,...

É natural que os familiares se concentrem na reabilitação da criança e deixem de lado outras atividades. A criança com paralisia cerebral precisa passar por todas as etapas de desenvolvimento de uma criança normal ou, pelo menos, o máximo que conseguir. Se ela tiver restrições de movimento e não conseguir vivenciar sozinha etapas como arrastar-se, pegar objetos e levá-los à boca, cabe a nós (adultos) encorajá-las e auxiliá-las a isso. A exploração é essencial para o desenvolvimento dos sentidos e das idéias sobre o espaço. E a melhor maneira de estimular isso é brincando.

Ainda há muito o que se compreender sobre a paralisia cerebral. Entretanto, é possível afirmar com total certeza que muitas das necessidades das crianças com PC são iguais às das crianças normais. Todas elas precisam do amor e carinho dos familiares e das oportunidades de exploração de seu potencial.

domingo, 6 de novembro de 2011

Passadinha Rápida

Só para vcs verem como esta lindo esse nosso bebezão! hehe
obs:Tudo muito bem, remedios novo esta dando certo! Terça trarei novas noticias Bjao

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Consulta com a Neurologista

Graças a Deus noticias boas fomos na segunda feira para AACD porque tínhamos uma consulta com a
Dra. Natália, e o bom que consegui fazer o Lucas ficar acordado para ela ver poque da ultima consulta ele estava dormindo e não queria acordar de jeito nenhume ela ficou muito surpresa achou ele muito experto ativo e inteligente e o eletro deu super bem ele não tem a Sindrome de West e perguntei a ela sobre que alguns médicos dizem que não tem cura e ela disse que não é verdade a sindrome tem cura mas fazendo o tratamento certo e quando descobrimos cedo tudo ajuda.Bom ela me relatou que o que apresenta no eletro é uma crises de convulsão mais fracas que ele crescerá podendo trabalhar e estudar e aprendendo a conviver com isso tomando os remédios sempre.
Bom explicamos tudo a Dra relatei a ela que achava que o Lucas tinha convulsionado mas pela minha alegria não  era, ela me explicou que a convulsão nunca vem uma vez só, as crises sempre é mais que uma no dia.Mas também ela disse que essa crises de ausência que o Lucas tem na hora de comer pode ser pequenas crises e  deu mais um remédio para o Lucas o Carbamazepina ele tomara 5ml de 12/12 hs mas começamos com 1 ml e a cada 5 dias vamos aumentando 1 ml ate chegar os 5 ml.E se ele se acostumar, não tiver reação ruim vamos tirar o sabril é o que mais quero!
Gente o Lucas esta muito espertinho já falou (tia) para a minha tia a Maria da Graça,diz não toda hora fica me contrariando o tempo todo, da risada quando apronta arte quando dou bolacha e ele joga no chão.E quando dou uma bronca nele ele entende super bem que obedece na hora.
Nossa ta um amor